Folha de Londrina
  • RSS
  • Você está em
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Saiba diferenciar e onde instalar cada tipo de luminária

Publicação: 05/06/2013 14:46 Atualização:



Iluminar bem os espaços da casa, os móveis e objetos é um grande trunfo na decoração. Uma boa iluminação deixa o ambiente não só mais bonito e charmoso, mas principalmente mais aconchegante.

Segundo o designer de interiores Eduardo Prado, de Londrina, qualquer peça que erradia luz pode ser definida como luminária. Lustres, plafons, spots e pendentes nada mais são do que modelos de luminárias. Para você deixar sua casa mais bonita e iluminada sem errar, selecionamos algumas dicas de como utilizar diferentes luminárias em cada ambiente. Confira:

Lustre

Composto por vários braços (ramificações para diversas lâmpadas) e suspensos no teto, os lustres podem servir para a iluminação principal ou simplesmente compor a decoração de um ambiente. As opções de lustres vão desde peças muito antigas feitas de metais pesados e cristais importados muito valiosos, até peças simples que cumprem bem o papel na iluminação e também na decoração. Hoje em dia, é comum encontrar lustres que misturam o clássico ao moderno, o que está em alta. Os lustras devem ser usados de preferência em halls de entrada, salas de jantar ou de estar, onde podem ocupar espaços de destaque.

Plafon

Normalmente o plafon ocupa o centro de um ambiente e é instalado bem próximo ao teto. Esta peça pode produzir efeitos de luz direta ou indireta. Na iluminação indireta o plafon de vidro irradia luz em direção ao teto, que a reflete para o ambiente. Este tipo de iluminação cria menos sombra e é mais agradável aos olhos, por isso é mais indicada para quartos e salas. Já no plafon com luz difusa, o vidro não impede que a luz alcance o ambiente, proporcionando uma iluminação mais direta, ideal para salas e salas de jantar, por exemplo.

Pendentes

As luminárias pendentes descem do teto por fios elétricos e, em certos casos, através de cabos. São muito charmosos e compõem bem a decoração. São ideais para iluminação de bancadas, mesas, mesas de refeições, mezaninos e laterais de cama.

Abajur

De vários tamanhos e modelos, são sem dúvida uma ótima opção para conferir conforto e requinte aos ambientes. Como os lustres, podem ser peças antigas, pesadas, bem como novas, modernas, de materiais mais leves e, também, uma mistura dos dois. Encaixam-se perfeitamente nos quartos, sobre um criado mudo, criando um ambiente aconchegante e propício à leitura.

Embutidas

Essas luminárias têm como vantagem deixar o ambiente menos carregado, pois são embutidas no teto de gesso. Peças embutidas podem ser fechadas ou não fechadas, direcionáveis ou não. As não fechadas são para lâmpadas halógenas e, as fechadas, para lâmpadas fluorescentes compactas ou as incandescentes.

Spots

Não são indicados para iluminação geral de um ambiente, servindo apenas para iluminar um ponto específico, seja um móvel, um quadro, escultura ou um ponto na parede. Para quadros, por exemplo, o ideal é utilizar o spot com lâmpada dicroica, ao passo que, para esculturas, o mais indicado é utilizar a peça com lâmpadas AR.

Por serem peças pequenas, tenha cuidado ao comprar a lâmpada. Escolha uma que tenha o tamanho adequado para evitar, por exemplo, que ela seja maior do que o suporte e fique à mostra. O contrário também prejudica, ou seja, usar uma lâmpada muito pequena e sem potência em um spot médio ou grande. .

Luminária de pé

São ótimas peças decorativas e servem para criar pequenos ambientes para leitura, seja na sala de estar, de TV, no escritório ou no cantinho de estudos. Procure modelos que sejam reguláveis e que possuam articulação reforçada, de preferência em metal, o que garante maior durabilidade.

Uma luminária de chão combina com uma boa poltrona e, juntas, podem criar um ambiente muito charmoso na sua sala de estar, perfeito para leitura e descanso.

Luminária de mesa

Têm a mesma função das luminárias de pé, porém precisam de um suporte para exercer a sua função principal, que é ser uma luminária de leitura. São muito funcionais e ficam bem na mesa do escritório, na escrivaninha ou na mesa lateral ao sofá.

Luminárias externas

Up-light

São luminárias instaladas no chão cuja luz incide de baixo para cima. Ideal para jardins ou para iluminar plantas em vasos. Também servem perfeitamente para fachadas de prédios, pois valorizam as construções.

Refletor

Trata-se de uma luminária muito indicada para uso em fachadas, jardins, enfim, para iluminação de áreas abertas em geral. Sua função é refletir um feche de luz forte, mais ou menos concentrado, para áreas amplas.

Os refletores podem possuir sistema de vedação, com borrachas para isolamento. Os modelos que possuem esse sistema tendem a ser mais duráveis quando expostos à água e à umidade. Além disso, podem ser fixos ou direcionais.

Balizador

Não tem como finalidade fazer a iluminação do ambiente externo. Serve, na verdade, para direcionar e indicar o caminho correto para as pessoas que circulam no local, como os encontrados em um jardim ou na entrada de uma residência.Existem balizadores para áreas internas e externas. Então, quando você adquirir um balizador para o seu jardim, por exemplo, fique atento para não escolher um que seja para uso interno.

Postes de iluminação

São ideais para a iluminação de áreas externas mais amplas. Para que exerçam adequadamente seu papel, devem possuir altura mínima de 2 metros, caso contrário, além de não iluminarem corretamente ofuscarão a visão das pessoas.

Minipostes

Assim como os balizadores, são indicados para iluminar passagens e caminhos em um jardim ou na entrada da residência. Embora não sejam indicados propriamente para a iluminação geral, exercem essa função melhor que os balizadores. Recomenda-sem que estes postes não passem de 1.40 m de altura para não ofuscarem a visão.

Arandelas

O objetivo das arandelas é iluminar o plano geral da área onde é exposta. Muito usadas em terraços e varandas, elas se diferenciam dos postes e balizadores, basicamente, na forma como são instaladas: nas paredes, ao passo que postes e balizadores são fixados no solo.

As arandelas também são muito utilizadas em jardins: colocadas em altura mais baixa e escondidas atrás das plantas, causando um bom efeito de iluminação na vegetação.

Tags: celular

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro, Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »