Casa e Decoração

Cuide do telhado e evite problemas com as chuvas de verão

Telhas soltas, calhas e rufos enferrujados e furados são alguns dos problemas ocasionados pelo excesso de chuvas e falta de manutenção

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 30/11/2015 14:48
Influenciada pelo fenômeno El Niño, a primavera tem sido bastante chuvosa nas regiões Sul e Sudeste do país. E o verão não será diferente, segundo os meteorologistas. Além do calor de costume, a estação costuma registrar os maiores índices de chuvas do ano. Diante deste cenário, nada melhor do que deixar a casa preparada para os próximos meses, começando pela parte que mais sofre com os efeitos de toda essa água: o telhado. Telhas soltas, calhas e rufos enferrujados e furados são alguns dos problemas ocasionados pelo excesso de chuvas e falta de manutenção. Para não deixar que esses pequenos transtornos ocorram, Lígia Franco, arquiteta da Doutor Resolve %u2013 rede de franquias especializada em reformas e reparos em imóveis residenciais e comerciais - dá algumas dicas importantes. "É aconselhável contratar uma empresa especializada em reparos e manutenção antes do início das chuvas, pois é neste período que toda sujeira decorrente de ventos fortes, como papéis e poeira ou até mesmo as folhas que caem das árvores, são depositadas no telhado, comprometendo o escoamento das águas sobre as coberturas e sua drenagem até o solo", recomenda Lígia. A arquiteta explica que existem alguns sinais que podem servir de alerta ao proprietário de que está na hora de uma revisão, limpeza e em alguns casos da troca das telhas. Pequenas passagens de luz por exemplo, são as mesmas que darão início às goteiras. Manchas de umidade ou pontos mais escuros que fazem contraste com o restante da pintura também podem ser de fácil percepção. O ideal é manter o cuidado constantemente, desta forma o proprietário prolonga a durabilidade do telhado, não somente em seu papel funcional, mas também esteticamente. Com o tempo, acumula-se limo, um tipo de bolor que permeia nas telhas, as escurece e as faz esfarelar. Problemas como esse são resolvidos com limpeza e hipoclorito de sódio a cada três meses aproximadamente, porém a grande dificuldade dessas limpezas está no acesso à áreas muito altas. "Quando áreas de difícil acesso, como o telhado, precisam de reparos ou vistoria, é necessário cuidado extremo. É um trabalho que deve ser feito por profissionais com materiais próprios, pois qualquer deslize pode ser perigoso e gerar sérios problemas", orienta a especialista.

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
27 de outubro de 2016