Casa e Decoração

Com ares retrô, ladrilhos unem beleza e funcionalidade

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 07/12/2015 15:00

Cada vez mais em alta, o estilo retrô tem conquistado novos adeptos entre arquitetos, decoradores e consumidores, e conferido personalidade a novos materiais e tecnologias. A retomada dos ladrilhos busca atingir esses dois pontos, especialmente quando seu uso vai além de simplesmente revestir. Por serem duráveis, eles estão nas paredes e pisos, destacando ambientes como espaço gourmet,cozinha e lavabos, além de áreas externas como piscina, churrasqueira, calçadas, pátios, entre outros. 

 

A arquiteta Nathalia Maule, responsável pela fábrica de ladrilhos Santa, do Grupo Villagres, explica que o ladrilho está relacionado ao fascínio que o antigo exerce sobre as pessoas. "O gosto por esse tipo de material está ligado a lembranças e afetos. Em um ambiente contemporâneo, o ladrilho se espalha por grandes áreas, sem medo de se tornar o protagonista da decoração", ressalta. A principal tendência é que a peça deixe de ser utilizada apenas como acessório e passe a ser a estrela dos ambientes.

 

A Casa Cor 2015 trouxe os ladrilhos como artifício para unir beleza e funcionalidade, sobretudo em ambientes integrados, outra tendência do mercado de imóveis. Na mostra de arquitetura e decoração mais importante do País, profissionais usaram a mistura de peças decoradas e lisas – seguindo a mesma cartela de cores ou em cores opostas – para construir tapetes e painéis que definem e dividem cômodos, ambientes ou áreas.

 

Quando a necessidade é dar amplitude, os ladrilhos também cumprem bem a função. Outra tendência é a aplicação da mesma peça na parede e piso do ambiente em questão. Assim, a ideia de continuidade e amplitude se sobressai, fugindo das saídas tradicionais e saturadas como o uso de ambientes totalmente brancos ou espelhos grandes.

 

De olho nessas tendências, sem perder o foco na modernidade e tecnologia, a Santa apostou no requinte histórico da antiga arquitetura europeia para criar as linhas Capela Decor, Catedral e Capadócia. Confira as novidades:

 

Catedral

 

Esse estilo possui traços contemporâneos em formas e desenhos presentes em catedrais e palácios europeus no século XIX, criados por artesãos, arquitetos e pintores da época. Foram desenvolvidas dez modelos para compor a linha completa, com diferencial dos nomes escolhidos para homenagear Santas mundialmente conhecidas: Helena, Luzia, Tereza, Maria, Catarina, Cecília, Joana, Rita, Ana e Isabel. Todas as peças são de porcelanato acetinado, com quatro faces de cores, indicadas para aplicações em projetos de áreas internas.

 

Azulejos portugueses na linha Capela Decor

 

O destaque da linha Capela Decor é o movimento de cada peça, uma reinvenção moderna dos azulejos europeus. Portugal desembarca em projetos de salas, cozinhas e banheiros, com reinvenções que mesclam azul, amarelo e creme. São nove peças decoradas, no estilo patchwork, que podem ser compostas de formas aleatórias no mesmo projeto em pisos, paredes, escadas ou bancadas. Tem a medida padrão de 25x25cm, feitas em porcelana tomate, com quatro faces de cores.

 

Capadócia

 

A Turquia serviu de inspiração pelo movimento das cores e estampas características das antigas azulejarias asiáticas. A linha Capadócia é indicada para projetos de personalidade, sendo opções interessantes para combinar com diversos materiais, texturas e cores. O porcelanato acetinado da coleção pode ser usado tanto em paredes, quanto eu pisos de ambientes residenciais, áreas comerciais, garagens e varandas.

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
27 de outubro de 2016