Casa e Decoração

Lavar os tapetes sem danificá-los exige alguns cuidados; entenda

Confira quais são os riscos e algumas dicas para higienizar da maneira correta

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 08/02/2016 14:25 / atualizado em 08/02/2016 15:15 Redação Bonde /Folha de Londrina

Dos fios de seda ao sintético, dos modelos orientais aos mais modernos. Os tapetes proporcionam beleza e aconchego aos ambientes, além de serem poderosos isolantes térmicos. A diversidade de cores e formas das peças que vestem o piso também as torna grandes aliadas na decoração. 

Os mais comuns são fabricados de material sintético, como nylon, acrílico e prolipropileno. Os modelos especiais são feitos de fibras como lã, seda, algodão ou sisal. Já as peças orientais e de pele, verdadeiras obras de arte, são mais sofisticadas, pois são produzidas de forma artesanal com com fios de algodão, lã ou seda. 

Independente do material, todos necessitam de cuidados especializados na hora da lavagem e principalmente no processo de secagem, pois isso define o resultado final. Veja os dez principais riscos causados por uma higienização caseira feita de maneira incorreta listados pela Maria Alzira Linares, da Lavasecco: 

1. Migração de cor: Devido à variedade de cores e baixa resistência de corante, os tapetes podem apresentar migração da tinta antes ou durante a lavagem. Os Persas correm maior risco devido seu processo de tingimento. 

2. Marca de móveis: Pé de mesas, cadeiras ou outro móvel sobre o tapete, deixam marcas. Portanto, evite. 

3. Desbotado: Aspecto do tecido envelhecido, perda da cor de forma generalizada, mancha esbranquiçada, provenientes de baixa fixação de cor, idade do tapete ou até mesmo de lavagens incorretas. 

4. Descolorido: A diferença de cor no tapete pode ser proveniente de produtos usados na limpeza caseira ou pela exposição da luz solar. 

5. Vômito e urina: Quem possui animais de estimação precisa ter muita atenção, pois a urina é ácida podendo amarelar e enfraquecer a fibra do tecido. Sem falar do cheiro forte, que pode piorar com a tentativa de limpeza caseira. 

6. Franja amarelada ou manchada: As franjas dos tapetes geralmente são de cor creme ou cru, pois saem da trama do tapete. Caso esteja com a cor alterada, provavelmente é decorrente da migração do tapete e o risco de aumentar este processo na lavagem é grande. 

7. Fungos: A presença desses micro-organismos altera a cor do tapete e enfraquece a fibra, aumentando o risco de rasgar a peça. 

8. Rasgos: Podem aumentar durante o processo de lavagem realizado de forma incorreta. 

9. Queimado: Luz, sol, cigarro e vômito podem queimar e descolorir o tapete após a lavagem incorreta. 

10. Irregularidade: Alteração nas pontas ou base antiderrapante solta, danificam a estrutura do tapete, com isso, a peça não fica simétrica e firme ao piso. Outro problema é o esfarelamento da base, ocasionado pela limpeza de forma caseira, já que o látex ou cola é extremamente sensível à água e umidade. 

Caso não exista a possibilidade de levar os tapetes para uma lavagem em algum local especializado, você pode realizar esse processo em casa tomando alguns cuidados. Escolha um local grande e arejado para realizar a limpeza. Prepare uma solução com água, detergente neutro e um pouco de vinagre e despeje sobre toda a peça. Esfregue bem o tapete com uma esponja macia, mas sem exercer muita força. Enxágue somente com água até que o sabão saia por completo. Coloque para secar à sombra, o sol pode manchar seu tapete. 

Dicas para uma limpeza rápida: 

 Passe aspirador de pó somente em um sentido e evite o movimento de vai e vem. 

 Prepare uma solução caseira com parte iguais de água e vinagre. Aplique a solução em um pano limpo e esfregue lentamente no tapete, primeiro no sentido dos fios e depois no sentido contrário. Finalize com um pano seco.

 

Confira o vídeo:

 

https://www.youtube.com/watch?v=lTf4pz2UDXE

 

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
27 de outubro de 2016