Casa e Decoração

Conheça diferenças entre drywall e alvenaria e saiba quando usar cada técnica

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 02/06/2016 15:06 Redação Bonde /Folha de Londrina
Os processos de construção e reforma da casa estão cada vez mais práticos e econômicos. Além do método tradicional de alvenaria, com tijolos e blocos de concreto, é possível realizar grandes reformas por meio da técnica de gesso acartonado, mais conhecida como drywall. 

O arquiteto César Augusto Pasquini, consultor da Telhanorte, esclarece as principais diferenças e vantagens de cada uma das técnicas, visando auxiliar o consumidor na hora da escolha do processo construtivo. 

1. Drywall 

Reprodução
Reprodução


Esta técnica consiste em construções com placas de gesso que se encaixam por meio de uma estrutura metálica. Além de ser um tipo de obra prática e limpa, pois não utiliza argamassa, areia ou cimento, o drywall confere mais espaço em cômodos menores. 

"Por possuir uma espessura menor em comparação com os blocos de alvenaria, é uma boa alternativa para compor divisórias internas, promovendo um ganho de aproximadamente 5% de área útil, conferindo mais espaço ao ambiente", explica César. 

Ao optar pelo método drywall, o especialista adverte sobre a importância da mão de obra especializada, caso contrário, a estrutura da parede pode ser comprometida. "As paredes de gesso não são indicadas para quartos e outros ambientes onde o morador necessite de silêncio, pois sua estrutura é oca e, por isso, não possui isolamento acústico", esclarece o arquiteto. 

2. Alvenaria 

Reprodução
Reprodução


O método de alvenaria é realizado com tijolos ou blocos de concreto assentados com argamassa, recebendo o reboco após a estrutura pronta. Por possuir diversas etapas que demandam tempo de secagem, a técnica de alvenaria é mais demorada e gera uma quantidade de resíduos maior em comparação com as paredes de gesso. 

No entanto, César ressalta que esse tipo de construção é mais resistente aos impactos e é ideal para isolamento acústico e térmico. "Mesmo que o cronograma previsto se estenda, muitas pessoas ainda preferem o método de alvenaria pela solidez da obra. No drywall, móveis e objetos mais pesados não podem ser fixados. Já nas paredes de alvenaria, isso não é problema". Além disso, a busca por profissional para realizar o trabalho é mais fácil em comparação com os profissionais especializados. 

Com relação ao custo de cada técnica, César explica que o cliente deve avaliar toda a obra para verificar a diferença de custo entre os dois métodos. "Geralmente, o custo do drywall é mais elevado. Porém, o seu tempo de execução é mais rápido. Já na alvenaria, os materiais e a mão de obra são mais acessíveis, mas o seu tempo pode ser prolongado, gerando mais custos", conclui o arquiteto.

Tags: sustentabilidade

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
27 de outubro de 2016