Casa e Decoração

Confira dicas e acerte nas fragrâncias para cada tipo de ambiente

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 03/08/2016 16:04 Redação Bonde /Folha de Londrina
Para muitos, o nariz não passa de um órgão respiratório ou de um componente de estética do rosto. O que poucos sabem é que ele é responsável por até 75% das nossas emoções diárias. Este órgão, "insignificante" para tantos, é capaz de detectar até 350 mil produtos químicos diferentes. Imaginem isso no dia a dia. 

O olfato é também um aliado íntimo do paladar, já que é através dele que sentimos os diferentes sabores, e é vital na identificação de produtos e coisas em geral, muito mais sensível do que a visão e o tato. Além disso, o olfato também é conhecido como um sentido nostálgico, pois tem o poder de provocar associações positivas ou negativas com experiências passadas. 

Segundo especialistas, é monumental a variedade de odores que um nariz pode reconhecer e sensações que pode gerar, já que possui aproximadamente 25 milhões de receptores olfativos, sendo que todos podem ser diferentes entre si. 

Quando estamos com fome e passamos em frente a uma padaria com aroma de pão fresquinho, a sensação é de que a fome aumenta. Isso acontece o tempo inteiro sem nossa percepção, inclusive com as emoções. O comportamento das pessoas está diretamente ligado ao aroma ao seu redor, e o efeito de uma fragrância em um determinado ambiente pode afetar sensações relacionadas a sensualidade, felicidade, ânimo, compulsão alimentar, ansiedade, estresse, concentração, relaxamento dentre outras. 

Usada muito em terapias alternativas, a fragrância é também muito eficaz para uma casa harmoniosa e elegante, sendo decisiva no bem estar de seus usuários. Ambientes perfumados podem provocar sensações de frescor, limpeza, acolhimento ou relaxamento. Além disso, o cheiro pode remeter a elegância e dar vitalidade à decoração visual de um ambiente. 

Escolher o aroma e a essência corretos é fundamental para não se correr o risco de tornar o ambiente enjoativo e pouco aprazível. Cada cômodo de uma residência possui sua peculiaridade, sua função e sua estética. Além disso, o estilo e preferência dos usuários precisam ser levados em conta. O clima também é outro importante fator na escolha do aroma - enquanto no inverno podem-se usar perfumes mais fortes, no verão, prevalecem perfumes suaves que gerem sensações de frescor. 

Reprodução
Reprodução


Empresas e profissionais especializados, que antes eram procurados para criar aromas e identidades olfativas nas empresas, hoje estão sendo procurados por socialites para aromatizar suas casas. De acordo com Rodrigo Mattoso, diretor da http://airsense.com.br/, para residências são indicadas notas olfativas relaxantes e frescas, que além de tornar o ambiente mais elegante, oferecem uma sensação de bem estar, tranquilidade e aconchego. 

Notas olfativas do chá verde, chá branco, alecrim e bambu, por exemplo, são consideradas relaxantes, aconchegantes, frescas e revitalizantes. Notas florais suaves como a lavanda, rosa, gerânio e muguet também são muito usadas, tendo cada sua função específica. Já para casas com bebês, as fragrâncias devem ter notas relaxantes e alegres como os florais "talcados" e os frutais verdes, para acalmar e ajudar no sono da criança. 

Para a cozinha, todavia, a sugestão é mantê-la o mais inodora possível. Para ela, existem odores especiais, mas que não podem competir com outros cheiros. Para usá-los, a cozinha deve estar extremamente limpa de outros odores. Entretanto, algumas técnicas e olfatos podem ser úteis para minimizar ou eliminar cheiros de fritura tal como espetar cravos em laranjas de uma fruteira; ou ferver canela, casca de laranja ou maça por aproximadamente 15 minutos. 

Vital, inspirador e emocionante, o olfato ainda guarda muitos mistérios em seu extremo poder sensitivo, poder de transformar coisas, lugares e pessoas.

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
27 de outubro de 2016