Aconchego ou praticidade

Tire suas dúvidas: como usar a cortina ou persiana na decoração?

Cortina com barra colorida e persiana com a função de tela de projeção são novidades da decoração. Conheça esses estilos tão diferentes, de vida útil longa, e faça sua escolha

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 02/06/2017 12:00 / atualizado em 02/06/2017 12:22 Lilian Monteiro /Estado de Minas



Cortina branca com barra rosa seco e nude é a nova tendência de decoração. Projeto de interiores da designer de ambientes Jacqueline Ortega - Henrique Queiroga/Divulgação Cortina branca com barra rosa seco e nude é a nova tendência de decoração. Projeto de interiores da designer de ambientes Jacqueline Ortega

Persiana ou cortina? A decisão envolve muitas variáveis: o projeto, o estilo, o ambiente, a função e o custo. Portanto, precisa ser planejada e se adequar ao espaço da melhor maneira. Há várias características para se levar em conta: cor, textura, funcionalidade, tempo de uso e praticidade.

A designer de interiores Elizângela Barros, sócia na Ateliê Design, ressalta que chegam com destaque no mercado de decoração as cortinas com barras coloridas. “É uma releitura. Houve um momento em que ela era usada como divisão das cores e tecidos diferenciados, principalmente nos quartos infantis. Agora, voltou com força a cortina com barra colorida para todos os ambientes”.

Elizângela Barros chama a atenção para o modelo “de linho fazendo a barra com o próprio tecido, sendo a estrela da peça aviamentos como o ponto palito, ponto X ou ponto ajour. Esta é uma forma de ver a bainha como se estivesse flutuando, dando ideia de movimento”.

Quanto à escolha de cores para a barra da cortina, a designer enfatiza que dependerá do projeto, da intenção e do gosto do cliente. “É importante pensar na composição e harmonia das cores e no tecido. Lembrem-se de que serão três cores e, para dar o efeito desejado, a barra tem entre 40 e 60cm. Num projeto para o quarto de uma mãe, que queria o espaço feminino, o branco, rosa-seco e nude enfatizaram toda a feminilidade que a cliente desejava”.

Para Elizângela Barros, o bacana e mais interessante desta tendência revisitada é que “garante exclusividade ao projeto. A cortina sob medida já é um diferencial que, somado à barra colorida, dá um toque ainda mais personalizado. É outro valor agregado, único”.
Persiana com função de tela de projeção com blecaute, uma novidade do mercado e tendência na decoração de baixo custo. Projeto da designer de interiores Laura Santos - Osvaldo Castro/Divulgação Persiana com função de tela de projeção com blecaute, uma novidade do mercado e tendência na decoração de baixo custo. Projeto da designer de interiores Laura Santos
A designer explica que é possível adotar a novidade com qualquer tecido próprio para cortina. “E também pode brincar com a padronagem. Assim, há barra em pacthwork, listra com xadrez, mistura de estampas, mas desde que não fique pesado e abrace o projeto. A dificuldade é encontrar tecidos com essa variedade, já que a indústria têxtil, de confecção, investe geralmente nos tecidos lisos, coloridos e clássicos.”

Outra dica de Elizângela na hora de comprar a cortina é quanto ao tecido, “já que o volume é grande e dura no mínimo cinco anos. A maioria troca depois de oito a 10 anos de uso. E a cortina com barra colorida não será apenas um complemento, mas assumirá o papel de destaque do ambiente. Tome cuidado”.

O último alerta para quem for investir nesse modelo se refere ao comprimento. “Com a cortina comprida fica mais elegante, porque a barra é larga. O ideal é a que vá do teto ao piso. Agora, se tiver algum obstáculo, um móvel que impeça, faça a barra proporcional à altura da cortina, que deve variar entre 15 e 20cm”, orienta.

ECONOMIA Agora, se você optar pela praticidade e funcionalidade, a persiana é a melhor escolha para sua casa. A designer de interiores Laura Santos conta que a mais inovadora do mercado é “a persiana branca com blecaute que também assume a função de tela de projeção. Elas são acionadas por controle remoto, automáticas e próprias para homeoffice, sala de TV, bibliotecas”.
Persiana azul-escuro que compõe bem com a decoração do quarto, ressalta as listras. Projeto da designer de interiores Laura Santos - Daniel Mansur/Divulgação Persiana azul-escuro que compõe bem com a decoração do quarto, ressalta as listras. Projeto da designer de interiores Laura Santos
Laura Santos destaca que esse tipo de persiana, com material de qualidade, não permite a ultrapassagem da luz, é ideal “para ambientes internos e ajuda na economia, já que além de não gastar com tela de projeção (ela não exige a mudança do espaço nem a utilização de gesso para esconder a tela) deixa o ambiente esteticamente mais bonito, já que é neutra”. Assim, a persiana vai além da sua função principal e assume outra finalidade.

Agora, para quem quer ousar com persiana, Laura Santos lembra que há modelos diferentes e coloridos graças à evolução da tecnologia. “A cortina é mais aconchegante, já a persiana dá um clima mais sóbrio, é mais funcional e prática quanto à manutenção, não é tão acolhedora. Nos modelos normais, há peças coloridas como preto, cor de madeira, e estampadas com plotagem geométrica. A persina está em alta por auxiliar na questão térmica. A pessoa pode controlar a incidência de luz e ventilação, o que o tecido da cortina limita”.

Tags: cortinas decoração bem-estar design persiana

Outros artigos

ver todas
07 de dezembro de 2017
04 de dezembro de 2017
28 de novembro de 2017
20 de novembro de 2017
14 de novembro de 2017