Construção

Tire as dúvidas de como escolher portas e janelas

Na hora da reforma, é comum termos dúvidas na hora de escolher portas e janelas. Confira os vários tipos de materiais

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 21/01/2013 14:55
Escolher portas e janelas é sempre motivo de dúvida na hora de construir ou reformar a casa. Além de combinar com a decoração, as portas e janelas têm que se adequar ao projeto arquitetônico e serem práticas e funcionais. O primeiro passo é conhecer as características do local do imóvel. Assim, será possível prever a necessidade de isolamento acústico, térmico e proteções contra ventos e insetos, por exemplo. A partir disso, deve-se escolher o material das portas e janelas da casa. Segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Esquadrias de Alumínio, as portas e janelas de madeira e aço são as preferidas do brasileiro, seguidas pelas de alumínio e PVC. A porta de entrada da casa, será o cartão de visitas da mesma, por isso, deve receber atenção especial. As mais comuns são as de madeira, sem muito adorno e que abrem para dentro. Na dúvida, opte por modelos mais convencionais com detalhes simples que não perderão o charme com o tempo devido ao estilo casual. Já quem prima pela iluminação natural do ambiente, deve apostar em portas de vidro. As janelas normalmente seguem o mesmo estilo da porta principal. Porém, caso a porta seja de madeira é possível utilizar outros materiais nas janelas, devido a versatilidade do material. Hoje em dia, é possível comprar modelos prontos de portas e janelas ou encomendá-las sob medida. Veja os prós e contras de cada tipo de material: Ferro e aço: são super-resistentes, mas precisam de manutenção constante para evitar ferrugens. Também requer isolamento elétrico e investimento em pinturas periódicas. Madeira: ótima para locais que exijam maior isolamento térmico. Deve ter manutenção constante para evitar danos devido à umidade, raios solares e cupins. Alumínio: destaca-se pela fácil manutenção e resistência ao tempo. Não oxida, é mais leve, econômica e fácil de projetar e executar. Porém, não é recomendada para todos os ambientes. PVC: é durável, de fácil manutenção e proporciona ótimo isolamento acústico. Porém, pode desbotar e não é aconselhável em áreas de condições climáticas mais intensas com muita chuva e vento, por exemplo. (Fonte: Reforma Fácil e Casa.com.br)

Tags: espaços,

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
27 de outubro de 2016