Saiba prevenir a surgimento de mofo nos dias mais úmidos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 29/07/2013 15:51
O mofo é um fungo microscópico que se reproduz por meio de partículas vivas que flutuam no ar externo e interno de ambientes. Com o excesso de chuvas, alguns cômodos podem ficar mais úmidos, principalmente os banheiros e locais que permanecem fechados por mais tempo. Isso facilita a formação de mofo nas paredes, tetos e até dentro dos móveis. Porém, os fungos não causam incômodo apenas na questão da limpeza, mas podem afetar o sistema respiratório humano. De acordo com a professora de Design de Interiores do CEPDAP (Centro de Educação Profissional de Design, Artes e Profissões) Anna Paula Gomes, alguns cuidados básicos podem evitar a proliferação do mofo. "O ideal é tentar deixar o ambiente aberto ao menos uma vez ao dia. Se a pessoa fica fora o dia todo, a dica é abrir as janelas ou portas após levantar. Isso vai ajudar a arejar a casa", aconselha. A professora explica que também é recomendado deixar o sol entrar no ambiente, evitando que o cômodo fique muito fechado e escuro, o que pode contribuir para o surgimento do mofo. "Portanto, em dias de sol, a dica é manter portas e janelas bem abertas. Em dias de chuva, o ideal é manter pelo menos uma fresta de janela aberta em cada ambiente para favorecer a circulação do ar. Além disso, é importante retirar das áreas com maior umidade objetos que favoreçam a proliferação de bolor como tapetes, cortinas e carpetes. Uma alternativa é optar por tecidos leves e finos nas cortinas, pois facilitam a entrada de ar e são mais práticos para lavar", indica. Outro cuidado é não deixar a mobília encostada na parede, deixando pelo menos cinco centímetros de distância. "No caso de armários embutidos a serem instalados, o cliente pode pedir para a empresa colocar placas de isopor na parede ou deixar uma distância razoável entre a parede e o fundo do armário. Em móveis já instalados, as placas de isopor podem ser colocadas no fundo do móvel e devem ser trocadas a cada dois meses. Essas medidas não irão eliminar o mofo do fundo do armário, mas ajudarão a isolar os fungos do contato com as roupas por algum tempo", explica Anna. No caso de já existir a presença do mofo nas paredes ou no teto, a dica da designer é limpar as manchas com saponáceo líquido, enxaguar e esperar secar. "Depois a pessoa pode esfregar o local com uma solução de água e vinagre na proporção de um para um. O vinagre tem ácido acético que inibe a proliferação do fungo. Outro produto que pode ajudar a conter a umidade do ambiente é o giz branco, que pode ser colocado dentro dos móveis", orienta. A professora ressalta que ainda vale identificar e consertar vazamentos hidráulicos e utilizar ventiladores para circular o ar. "Às vezes, vale a pena investir em aparelhos de esterilização do ar, que não acabam diretamente com o mofo, mas ajudam a matar os fungos que formam as colônias de bolor. Além disso, no mercado já existem produtos de limpeza que ajudam a eliminar o mofo", finaliza. Serviço: www.cepdap.com.br

Tags: decoração

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
27 de outubro de 2016