Qual o melhor: ventilador, circulador ou climatizador?

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 21/10/2013 15:50
Quando chega o verão, muita gente corre para as lojas em busca de equipamentos que possam amenizar o calorão. Mas na hora de comprar sempre surge a velha dúvida: o que é melhor, ventilador, circulador, ar-condicionado ou climatizador? Cada um deles está disponível no mercado em diversos modelos e todos têm vantagens e desvantagens. O que você realmente deve avaliar no momento da compra é qual deles se adequa melhor aos ambiente em que será utilizado. Se pessoas da casa tiverem problemas respiratórios, pele seca ou qualquer outra complicação, é preciso verificar muito bem o aparelho que será usado. Confira as principais diferenças entre esses aparelhos e descubra qual é o melhor para você, sua família. Ar-condicionado O equipamento possibilita conforto térmico ao controlar a temperatura ambiente. Quando usado para esfriar, retira o ar quente do local e o devolve refrigerado. O usuário escolhe a temperatura. Em média, os equipamentos à venda no mercado diminuem a temperatura em 16 graus. Os principais cuidados são: evitar que seja atingido pela luz direta do sol e depois de ligado, manter o ambiente resfriado fechando portas, janelas e cortinas. Este aparelho consome bastante energia sem contar o barulho que pode incomodar, por isso procure modelos com compressor protegido. O preço médio de um aparelho como varia de R$ 800 a R$ 1000. Vantagens: %u25CF Pode se adequar a qualquer condição climática; %u25CF É o mais prático e eficaz no controle da temperatura ambiente. Desvantagens: %u25CF Exige instalação mais trabalhosa e, geralmente, com a presença de um técnico especializado; %u25CF Não umedece o ar; %u25CF Consome mais energia. Ventiladores O aparelho produz vento pelas pás giratórias. Existem modelos portáteis, de chão e fixos ao teto. De acordo com o modelo, potência e velocidade, o vento é direcionado em diferentes pontos. O ventilador consegue diminuir a temperatura ambiente perto de 3 graus. O portátil é ótimo para o uso individual. No entanto, existem modelos maiores, como os de parede, que conseguem refrescar o ambiente com mais eficiência. Já o ventilador de teto consegue refrescar um espaço de até 20m², com cinco pessoas e você pode escolher entre a função circulação/exaustão ou ventilação, tudo no mesmo aparelho. Lembre-se! Quanto mais pás, menos ruídos o aparelho irá emitir. Os aparelhos portáteis consomem entre 3,2 e 6,4 kw/h ao mês. Você pode encontrar esses modelos nas lojas com preços que variam em média de R$ 80 a R$ 120. E o modelo de teto por R$ 150 a R$ 300. Vantagens %u25CF Entre todas as opções de equipamentos para refrescar um ambiente, o ventilador é o mais barato; %u25CF Os modelos portáteis são os mais indicados para o uso individual; %u25CF Oferece uma grande variedade de modelos. Desvantagens %u25CF Como produz apenas vento, o ventilador não umedece o ar; %u25CF Dependendo da velocidade, o vento direcionado ao usuário pode ser incômodo. Circuladores Diferente do ventilador, que concentra o vento em uma única direção, o circulador, como o próprio nome diz, tem a função de promover a circulação o ar, distribuindo-o em várias direções, homogeneamente. Quem costuma se incomodar com o vento direto, por exemplo, especialmente na hora de dormir, talvez se adapte melhor aos circuladores de ar, que podem ser portáteis ou fixos. Embora os portáteis sejam menos eficientes para a circulação de um ambiente inteiro, são mais práticos e não exigem instalação. Vantagens %u25CF São mais silenciosos que os ventiladores; %u25CF Como distribui o ar, não causa o incômodo do vento direcionado no usuário, por isso é ideal para crianças e idosos, que têm saúde ser mais frágil e são mais sensíveis. Desvantagens %u25CF Circuladores portáteis são menos eficientes para a circulação de ar de grandes espaços e, por isso, têm menor capacidade de refrescar os ambientes. Climatizadores O climatizador ameniza a temperatura por meio da circulação do ar e da evaporação da água, aumentando a umidade do ar e ajudando no controle de problemas respiratórios. Eles têm a capacidade de diminuir aproximadamente 5 graus no ambiente. Não esqueça de pensar bem em que local ele ficará e quantas pessoas vão permanecer no ambiente. O consumo médio desses aparelhos é de 8,4 kw/h para aparelhos com capacidade para até 4 litros de água. Com o uso diário de mais ou menos oito horas, a conta de energia aumentará aproximadamente R$ 5. Aparelhos climatizadores estão na faixa de R$ 350 a R$ 430. Estes modelos necessitam de água para funcionar corretamente, ou seja, a atenção deve ser redobrada para evitar danos ao equipamento. A alguns aparelhos também possuem a função de aquecer o ambiente, o que é muito bom durante o inverno. Vantagens: %u25CF Melhora a qualidade do ar em ambientes fechados como quartos, salas ou escritórios; %u25CF Indicado para pessoas com problemas respiratórios, pois diminui o desconforto causado pelas mudanças climáticas; %u25CF O climatizador de ar funciona melhor em espaços menores; %u25CF Não é preciso isolar o cômodo em que está sendo usado; %u25CF Consome até nove vezes menos energia do que um ar-condicionado; %u25CF É ecologicamente correto, pois seu funcionamento não agride a camada de ozônio; %u25CF Pode ser transportado para qualquer lugar, pois geralmente são leves e compactos; %u25CF Custa bem menos que um ar-condicionado. Desvantagens: %u25CF Para garantir boas temperaturas em épocas mais frias, você precisa adquirir um climatizador com aquecimento, pois nem todos possuem essa função; %u25CF Não é indicado para cidades com clima quente e úmido; %u25CF Não resfria o ambiente, apenas ventila e umidifica; %u25CF Não deve ser considerado um substituto do ar-condicionado, no caso de locais quentes demais. ________________________________________________________________________________ Morar Bem Receita caseira promete afastar aranhas domésticas; veja dicas Em determinadas épocas do ano, as aranhas invadem as casas e se tornam um verdadeiro incômodo para toda família. Como depende do clima da região, é comum aparecer nas cidades as espécies armadeira (mais comuns na região Sudeste, normalmente no período entre abril e maio), viúva-negra (mais encontradas no litoral nordestino) e a aranha-marron (frequente na região Sul do País). As aranhas caranguejeiras e as tarântulas, apesar de muito comuns, não são venonosas. As que fazem teia áreas geométricas, muitas encontradas dentro das casas, também não oferecem grandes riscos para a saúde. De todo modo, inofensivas ou não, não há quem queira conviver com estas espécies dentro de casa. Mas tomando alguns cuidados simples, e até preparando uma receitinha caseira, é possível eliminá-las do seu lar sem grandes esforços. Confira algumas dicas: - Mantenha sempre jardins e quintais limpos. Evite o acúmulo de entulho, folhas secas ou qualquer objeto que possa servir de morada para a aranha; - Evite folhagens densas (plantas ornamentais, trepadeiras, arbusto, bananeiras e outras) perto de paredes. Lembre-se também de sempre manter a grama aparada e nunca permitir que terrenos vizinhos (quando baldios) contenham lixo e etc; - Vede frestas e buracos em paredes, assoalhos e vãos entre o forro e paredes para impedir o trânsito de aranhas pela residência; - Em lugares muito arborizados, feche as portas e janelas ao entardecer; - Observar a presença de aranhas em objetos e móveis que tenham sido guardados por períodos prolongados em ambientes escuros. Receita caseira Uma dica interessante para controlar e afastar estas aranhas que vivem em casa é preparar uma solução com cravo da índia, cânfora e álcool e usá-la para limpar as paredes toda semana. Basta misturas cravo da Índia, cânfora e álcool, na seguinte proporção: 1 litro de álcool, 5 pedras de cânfora e 30 cravos da Índia. Deixe repousar por sete dias ate que o cravo solte seu óleo, o que dará o efeito residual à solução. Pulverize nos locais afetados, paredes, portais, atrás de portas e onde haja teias de aranhas. A solução é muito eficiente e promete fazer com que elas não apareçam mais.

Tags: imóveis,

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
27 de outubro de 2016