Temperos fresquinhos: oito ervas que vão fazer a diferença na sua horta

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 03/03/2014 15:22
Na busca por qualidade de vida, vale a pena apostar no consumo de produtos cultivados de maneira orgânica. Para contar com hortaliças e ervas fresquinhas todos os dias, nada melhor do que preparar uma horta caseira, com tudo aquilo que se gosta ao alcance das mãos. Se você está pensando em incrementar o seu jardim com ervas aromáticas e terapêuticas, confira uma lista de oito tipos que vão fazer a diferença na sua horta. Alecrim O alecrim é uma ótima opção de erva para cultivo em hortas caseiras. Necessita de poucos cuidados com irrigação e não sofre com a incidência direta do sol. Portanto, pode ser cultivado tanto no quintal de casa quanto em vasos próximos à janela da cozinha. A erva é um excelente ingrediente para o tempero de carnes e outros tipos de alimentos. Além disso, conta com propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias e é muito utilizado em forma de chás, no tratamento caseiro de problemas digestivos e como auxiliar na desobstrução nasal. Esta é uma erva que não pode faltar no seu dia a dia. Boldo O boldo é uma ótima opção para qualquer horta doméstica. Essa erva auxilia na digestão, no bom funcionamento do fígado, no tratamento da azia e em outros males como gastrite e problemas da vesícula, na diminuição de gases e dos efeitos da bebida alcoólica. Pode ser utilizado em forma de chás e é um poderoso antioxidante e anti-bactericida. Os males do fígado, caracterizados por suor frio, dor de cabeça e mal estar podem ser aliviados com a ingestão de chá de boldo. Uma das qualidades populares mais apreciadas da erva é o seu efeito calmante, porém o consumo deve ser evitado durante a gravidez, pois contém substâncias consideradas abortivas. Alfazema ou lavanda A alfazema, também conhecida como lavanda, é uma erva que possui diversas propriedades medicinais e é ótima para se ter na horta caseira. Muito utilizada para fazer chás, também pode ser empregada no tempero de carnes e legumes, para dar mais sabor a refeições equilibradas e saudáveis. Suas propriedades terapêuticas são reconhecidas no tratamento de problemas respiratórios como asma e bronquite. Além disso, a alfazema é indicada no controle da ansiedade, de problemas digestivos, gases e dores de cabeça. A beleza de suas flores de coloração lilás é um incentivo a mais para o preparo de belos arranjos, capazes de perfumar a casa inteira. Arruda As saladas ganham um tempero todo especial com um toque de arruda. A erva também é muito utilizada na forma de chás para o tratamento contra asma e epilepsia. Além disso, a arruda pode ser usada como analgésico, anti-inflamatório, calmante e cicatrizante natural. Quem possui problemas relacionados com o sistema nervoso e histeria tem a arruda como forte e poderosa aliada ao alcance das mãos. As folhas secas da arruda também podem ser usadas para combater piolhos. Não bastasse tudo isto, a planta ainda protege contra o mau-olhado, segundo a crença popular. Seu consumo deve ser evitado durante a gravidez. Hortelã Vale a pena ter um vaso de hortelã, pois ela serve tanto para incrementar uma grande variedade de pratos, sucos e drinques, quanto para ser consumida na forma de chás. Originária da Ásia, é reconhecida pelas essências aromáticas e tolera bem qualquer condição climática. O uso dessa erva ajuda na digestão, combate a congestão nasal e alivia sintomas de enjoo. Também é possível apostar no chá de hortelã contra resfriados, cólicas uterinas, palpitações e na expectoração. Só tome o cuidado de preparar um cantinho da horta reservado exclusivamente à hortelã para não afetar as outras plantas. Manjericão O manjericão é uma das ervas mais utilizadas no tempero de carnes, molhos e feijão, pois seu sabor inconfundível torna qualquer prato especial. Porém, esta é muito mais do que uma erva aromática: o manjericão auxilia no tratamento do sistema cardiovascular, evitando o surgimento das arritmias cardíacas. Além disso, contribui para o bom funcionamento do fluxo sanguíneo, estimulando o relaxamento dos vasos e músculos. Seu consumo regular protege o organismo contra os danos causados pelos radicais livres. É fonte de magnésio, vitamina C, cálcio, ferro, potássio e betacaroteno. Por essas e outras qualidades, não deixe faltar manjericão na sua horta! Tomilho O tomilho é uma erva aromática muito usada no tempero de sopas e, além disso, seus efeitos medicinais são muito valiosos para o organismo. A erva auxilia no combate a infecções renais e urinárias e também pode ser utilizada na recuperação de problemas respiratórios. Possui propriedades anti-sépticas, antiespasmódicas, expectorantes, tônicas e vermífugas. Utilizado em infusões, combate infecções de garganta e pulmonares. Também alivia picadas de insetos, infecções fúngicas e dores reumáticas, se aplicado externamente. Segundo estudos científicos, o tomilho combate a acne com mais eficácia do que qualquer remédio industrial. E então: vai deixar faltar esta erva na sua horta? Orégano Muitas pessoas conhecem e usam o orégano para temperar saladas, massas e salpicá-lo sobre os deliciosos molhos das pizzas. Mas também vale a pena saber que essa erva possui um alto poder antioxidante, ajudando a combater o diabetes e infecções causadas por bactérias e fungos, pois contém ácido fenólico e flavanóides. Por incrível que pareça, esta erva aromática muito usada nas cozinhas do Mediterrâneo ainda ajuda a conservar alimentos, graças às suas propriedades antimicrobianas. Sendo assim, o orégano é uma das ervas mais recomendadas para o cultivo doméstico pois, além de incrementar os mais diversos tipos de pratos, suas propriedades medicinais podem contribuir para uma vida mais saudável. (Fonte: eHow)

Tags:

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
27 de outubro de 2016