Dez gestos que os cães fazem para 'falar' com você; entenda o que eles querem dizer

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 02/06/2014 16:13
Assim como os humanos, os cães têm seus sistemas de comunicação. Mas como não falam, desenvolveram outras formas de comunicar seus anseios e necessidades. Para entender o comportamento canino, especialistas em psicologia canina identificaram alguns hábitos comuns aos cães e o que há por trás de cada uma destas atitudes. O fato é que, entre uivos e latidos, alguns comportamentos do seu amigo fiel podem passar despercebidos. Porém, em muitos casos, esses gestos podem expressar necessidades, pedidos e alertas. Se você quer entender o que seu animalzinho tem a dizer fique atento ao significado de determinadas atitudes típicas dos cães: Convidando você para brincar com as patas dianteiras abaixadas Um convite para uma bela brincadeira: é mais menos isso que seu animalzinho quer dizer quando se inclina sobre as patas dianteiras com a parte posterior do tronco erguida, abanando o rabo sem parar. E o pedido para a diversão pode ficar ainda mais evidente quando ele bate com as patas no chão ou começa a latir, tentando chamar a sua atenção. Cheirar outros cães ou a mão de uma pessoa antes de deixar fazer carinho O olfato dos cães é tão poderoso que equivale à visão humana. É um sentido tão importante na espécie que, ao nascer, os cães encontram as mamas da mãe para se alimentar através do faro, antes mesmo de abrirem os olhos. Com um olfato com mais de 200 milhões de receptores (cerca de 40 vezes mais do que os seres humanos), nada mais justo que os cães usem esse sentido também para outros fins: é com o faro que eles reconhecem as pessoas e até outros cães. Por isso, quando você conhece um novo bichinho, é comum que ele cheire você antes de se deixar receber carinho ou passe algum tempo cheirando o corpo de outro animal (desconhecido para ele ou não) para se familiarizar. Dar voltas em torno de si mesmo antes de dormir Antes de dormir, os cachorros costumam dar pequenas voltinhas em torno de si mesmos (às vezes chegam até a arranhar os locais em que vão se deitar com as unhas). Esse hábito peculiar é um resquício da era selvagem pelas quais os antepassados dos cãezinhos de hoje viveram. Naquele tempo, os cachorros do mato precisavam amassar e afofar bem a grama ou terra sobre a qual deitavam, para que a cama "improvisada" ficasse mais confortável e sem fiapos durante a noite de sono. As voltas que eles dão em torno de si mesmos orientam as direções norte ou sul. Virar a cabeça e as orelhas para o lado Já reparou quando o seu cãozinho inclina a cabeça para o lado e faz uma expressão de dúvida? Esse gesto pode ser bem mais que apenas uma posição adorável. Isso geralmente ocorre quando o cachorrinho escutou algum som que chamou atenção, mas foi rápido demais para que pudesse descobrir de onde vinha. Quando o cachorro vira a cabeça e as orelhas para uma determinada direção é porque escutou algum barulho e quer tentar localizá-lo ou identificá-lo. Movimentos com a cauda A cauda do cão é similar ao corpo humano: quando estamos felizes, nos movimentamos mais para demonstrar felicidade; quando estamos tristes, é natural que fiquemos um pouco mais curvados e assim por diante. Portanto, preste mais atenção no movimento da cauda do cachorro para descobrir com maior facilidade qual o humor dele. Se o cão estiver com a cauda reta e para cima, ele está em alerta, pronto para uma ação. O famoso "rabo entre as pernas" significa, literalmente, certa submissão em um determinado instante. Agora se a cauda do seu animalzinho não para de se mexer quando ele te vê chegar em casa, é isso mesmo que você está pensando: ele está felicíssimo em vê-lo e quer que você saiba o quão alegre ele está com a sua presença! Começa a uivar à noite O uivo dos cachorros é quase tão contagiante quanto um bocejo nos seres humanos. Mas, ao invés de significar sono ou tédio, serve para comunicar alerta, fome e até desejo. Isso ocorre porque os cães herdaram esse comportamento de seus parentes mais distantes, os lobos - que uivam para reunir a matilha. Portanto, se o seu cãozinho tem uivado bastante, considere analisar se ele não está passando muito tempo sozinho antes de dar alguma bronca. Deitar de barriga para cima "Eu me entrego todo a você": seria mais ou menos essa a frase construída caso fosse possível traduzir em palavras esse gesto dos cães. Em uma briga, por exemplo, quando um cachorro vira de barriga para cima, quer dizer que perdeu e "entregou os pontos". Já quando o contexto é de brincadeira e o animal deixa fazer carinho na sua barriga, é bem provável que esteja feliz com a sua presença, querendo lhe agradar e mostrando que tem confiança máxima em você. Lambidas incomuns Lamber você é uma das maiores provas de amor de um cão. Porém, em alguns casos, as lambidas podem significar mais do que simples afeto. Quando o cachorro lambe o próprio focinho ou a pata por diversas vezes seguidas, por exemplo, pode significar estresse (essas lambidas podem causar sérios ferimentos). As chances do bichinho estar melancólico e entendiado são grandes caso ele lamba a própria cama, chão ou tapete onde deita. Agora se o cão começar a lamber o ar sem explicações ou motivos aparentes, fique alerta: ele provavelmente está com dor em algum lugar do corpo que não consegue identificar. Enterrando ou escondendo objetos Por quantas vezes você já se viu dando conta do sumiço de um objeto e, algum tempo depois, o encontrou escondido em um canto qualquer da casa? Esse hábito é comum a cães de todas as raças que, independentemente da idade, parecem voltar a ser filhotes e brincam com objetos de seus donos. Porém, isso é muito mais que uma brincadeira: é um costume herdado dos antepassados da espécie. Devido à escassez de alimento, os cachorros mais antigos precisavam enterrar a comida que sobrava como garantia da próxima refeição (caso não conseguissem caçar uma nova presa). Raspa a grama ou a terra para cobrir as fezes Quando um cachorro defeca em algum lugar com grama, areia ou terra, é comum que ele encubra as próprias fezes ao terminar de fazer as necessidades. Existem algumas teorias sobre o porquê desse ato. Alguns acreditam que isso funciona como um controle sanitário e que, por instinto, os cães cobririam as fezes para que os demais animais não se contaminem com verminose ou outras doenças que ele porventura venha a ter. Mas existe também uma outra teoria que defende a ideia de que o cão tem esse comportamento devido aos hábitos de seus antepassados, que camuflavam seus rastros para evitar confrontos com possíveis inimigos. (Fonte: MSN / Estilo)

Tags: casa,

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
27 de outubro de 2016