Cores dão um ar divertido e renovam a cozinha. Confira!

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 16/06/2014 15:30
Se você tem muitos amigos, uma família grande ou gosta de cozinhar, a cozinha pode ser um de seus lugares preferidos na casa. Por isso, além de ser funcional, o cômodo deve ser aconchegante e apresentável, porque, ao receber visitas para um jantar ou um churrasco, ele será o centro das atenções.  Existem diversas opções de como decorar uma cozinha para que ela fique com a cara do "dono": modelos clássicos, modernos ou despojados fazem a cabeça de quem quer transformar sua cozinha. E uma das opções é a utilização das cores.  Segundo a arquiteta Marina Dubal, a definição das cores fica por conta do cliente, portanto não há uma regra: somente cores frias ou somente quentes. O estilo é livre. A profissional ainda afirma que a coloração influencia positivamente no espaço. "As cores despertam sensações, e isso pode ser bem utilizado num projeto de construção ou reforma."  No entanto, para inovar nas cores da cozinha, o cliente tem que harmonizá-la com o restante da casa. "Esse ambiente faz parte de um conjunto, por isso, é muito importante que esteja integrado esteticamente aos outros espaços. Do contrário, corre-se o risco de ter vários ambientes interessantes, mas que não compõem um todo", explica Marina.  Os móveis, segundo a arquiteta, podem ser de cores mais genéricas, como bege, cinza ou preto. Além disso, Flávia Soares, também arquiteta, defende a utilização das cores: "acho que fica bonito utilizar nas peças fixas, como armários, bancadas e eletrodomésticos, as seguintes combinações: azul, cinza e preto; vermelho e branco", sem dispensar a possibilidade de cores mais coringas que combinem com tudo.  Mas é preciso dosar. De acordo com o arquiteto Eduardo Wolf, deve-se evitar os excessos. "É bom evitar um ambiente onde muita mistura prejudique a permanência. Deve-se abusar da iluminação de cor neutra; nem luz amarela demais, nem branca demais."  Eduardo ainda aconselha quanto a utilização dos eletrodomésticos. Ele afirma que não há uma regra, "o melhor é seguir o gosto pessoal e eleger uma ideia principal".  Os profissionais ainda recomendam que os revestimentos utilizados sejam laváveis, como vidros serigrafados e madeiras laqueadas, para que a vida útil dos móveis e pinturas seja prolongada.  Serviço:  Flávia Soares, arquiteta - www.arquitetaflaviasoares.com.br  Marina Dubal, arquiteta - www.dad.arq.br  Eduardo Wolf, arquiteto - www.eduardowolf.com.br

Tags: porcelanato

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
27 de outubro de 2016