Veja dicas para para evitar que os pets 'destruam' seus móveis

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 18/08/2014 16:26
Dizem que eles são os melhores amigos do homem. Fiéis e companheiros, os cães agradam a quase todomundo e se tornam logo, os xodós da casa. Quem resiste à doçura de um filhote? São mesmo muito fofos e brincalhões. Até aí tudo é festa. Mas os problemas começam a aparecer logo cedo. Quando pequenos, eles adoram roer tudo que veem pela frente, depois crescem e a dor de cabeça só aumenta. Os cães adultos, principalmente os machos, fazem xixi em todos os cantos e soltam pelo por toda a casa.  Sendo assim, qual a decoração mais eficiente para quem tem animais de estimação em casa? As profissionais da área vão logo avisando: não existe decoração à prova deles. Contudo, algumas dicas contribuem para um lar mais organizado. "Os revestimentos e os adornos devem ser usados em doses menores na decoração de ambientes com animais. Eles passam a ter a função de facilitar a manutenção diária e não apenas embelezar o espaço", conta a designer Iara Santos.  Segundo as profissionais da Akinteriores, Ana Karina Chaves e Klazina Norden, quem possui cães em casa não pode nem pensar em ter tapete: "Eles acumulam muito pelo", reforçam. Elas dão dicas para manter os móveis a salvo dos animais. "Existem sprays repelentes para que os filhotes não comam as pernas da mesa, sofá e outros. Filhotes mordem tudo porque querem brincar. Por isso, comprar brinquedos para eles também diminui os casos de mobiliário estragado.  Para quem vive em apartamento, os cuidados devem ser redobrados. "O profissional deve ter muita cautela ao elaborar esse tipo de projeto. Mesmo que o cão seja pequeno, ele precisa de espaço. Muitos também adoram dormir nos sofás, por isso devem ser especificados materiais e móveis mais resistentes e que não ocupem muito espaço, assim o animal pode circular sem problemas", ressalta Iara.  Ana Karina chama a atenção para a higienização do apartamento: "A limpeza deve ser impecável. O uso de aspirador de pó e desinfetante é imprescindível. O banho no animal de estimação deve ser dado semanalmente para que o apartamento não cheire a cachorro". Já Klazina lembra que "o facto e o couro são boas escolhas para não juntar pelo. Mas, revestimentos em sofás e poltronas devem ser evitados, assim como as plantas".  Outro cuidado importante é com os fios dos equipamentos eletrônicos. Eles podem colocar a vida do animal de estimação em risco e ainda causar curtos circuitos, resultando na queima do aparelho.

Tags: cobertura

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
27 de outubro de 2016