Faxina sustentável reduz em mais de 80% o consumo de água durante limpeza

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 03/11/2014 15:49
No Brasil  é muito comum o uso excessivo de água para fazer a faxina de uma residência, seja na limpeza de um banheiro, na lavagem de uma cozinha e, até mesmo, ao passar pano na casa. Porém, a House Maid, uma empresa de origem europeia, oferece um serviço de faxina que reduz em mais de 80% o consumo de água durante este processo, e que custa apenas R$ 135, mais barato do que contratar uma diarista em muitas regiões. O procedimento também contribui para a redução de valores na conta dos consumidores, que relatam uma diminuição de até 20% nos preços.  Para a faxina convencional de uma residência de até 90 m², segundo estimativas da rede, somente os panos para limpeza são lavados de 20 a 30 vezes, além disso, as lavagens da cozinha e do banheiro são feitas com muita água, jogada no piso e nos azulejos com sabão e, posteriormente, para enxaguar. Uma torneira aberta somente por 15 minutos consome aproximadamente 279 litros de água, de acordo com dados da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo). Na limpeza sustentável o consumo cai, e são gastos, entre 15 a 30 litros deste recurso.  Isso é possível graças ao kit exclusivo, composto por produtos de origem orgânica e vegetal, e com itens importados como, por exemplo, a microfibra com partículas de prata entrelaçadas, que faz a absorção da sujeira e bactérias, necessitando apenas de uma quantidade pequena de água. "No Brasil, as pessoas estão acostumadas a limpar a casa jogando água no chão, o que só dá a impressão de ambiente limpo, pois na verdade, a sujeira é espalhada", diz Ivanira Gomes, diretora da House Maid. A executiva comenta ainda que esse tipo de limpeza, praticamente não existe na Europa, região que não dispõe de tanta água como o País.  A rede que inicialmente nasceu com o objetivo de ser apenas mais uma empresa da área de limpeza, reviu seus conceitos, quando Portugal passou por uma crise de falta de água. "Nós despertamos para este problema, quando passamos a abrir as torneiras de casa e não encontrarmos mais água", conta Gomes. A partir daí, a organização procurou criar processos para diminuir o uso deste recurso durante a limpeza e a utilizar produtos de origem vegetal e orgânica, que não agredissem o meio ambiente.  O serviço da House Maid custa a partir de R$ 135, valor que chega a ser inferior ao cobrado por diaristas em muitas regiões, e é realizado por dois profissionais durante cerca de duas horas, para um imóvel de até 90 m². O consumidor também economiza na compra de produtos químicos e na conta de água. "Eles deixam de gastar cerca de R$ 150 por mês com a aquisição de itens para limpeza. Além disso, temos clientes que relatam uma redução de até 20% na conta de água", comenta Gomes.  A House Maid foi criada no ano de 2000, em Portugal. A rede realiza mais de 20 mil limpezas domésticas por mês no mundo. Com o uso de produtos avançados, a proposta da empresa é oferecer um serviço eficiente e sustentável com a redução do consumo de água. A empresa está no Brasil desde outubro de 2013. Para saber mais acesse www.house-maid.com.

Tags:

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
27 de outubro de 2016