Casa e Decoração

Veja quais mudanças adotar para reduzir o consumo de energia dos eletrodomésticos

Além de verificar se o produto possui o Selo Procel e avaliar a Etiqueta da Eficiência Energética do Programa Brasileiro de Etiquetagem na hora da compra, o consumidor também deve levar em conta que é possível economizar fazendo bom uso dos aparelhos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 25/05/2015 16:51
O aumento dos valores da conta de luz levou muitas famílias a procurarem alternativas para economizar. Uma boa pedida é começar diminuindo os gastos com o uso dos eletrodomésticos. Além de verificar se o produto possui o Selo Procel e avaliar a Etiqueta da Eficiência Energética do Programa Brasileiro de Etiquetagem na hora da compra, o consumidor também deve levar em conta que é possível economizar fazendo bom uso dos aparelhos. Por isso, antes de adquirir o produto, é importante verificar a letra que indica a sua eficiência energética. Por exemplo, um produto com a etiqueta com a letra A é mais eficiente que um com a letra C. "Ficando atento a essas informações na hora da compra, além de contribuir para o consumo sustentável de energia, o consumidor também irá economizar na conta de luz", afirma Kelly Costa, Gerente de Marketing da Mabe. A gerente ressalta que todos todos refrigeradores Continental possuem classificação energética A. Depois de fazer a escolha certa do produto, o consumidor pode adquirir alguns hábitos que irão ajudar a diminuir o consumo de energia. A geladeira, por exemplo, pode ser uma grande vilã se não tiver uma boa classificação na Etiqueta de Eficiência Energética e não for utilizada corretamente. Segundo a Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL), esse é o segundo equipamento que mais consome energia em uma residência, ficando atrás apenas do chuveiro. Ela contribui com 25 a 30% do valor da conta de luz. Para quem não possui um modelo de refrigerador frost free, é importante descongelá-lo regularmente, pois a crosta de gelo aumenta o consumo energético. Além disso, o ideal é instalá-la em local bem ventilado, sem encostá-la na parede ou em móveis. Outra dica é deixar a temperatura ajustada entre a 2ª e 3ª posição. Para conservar pequena quantidade de alimentos, economizar energia durante viagens e no inverno a temperatura pode ficar entre a 1ª e 2ª posição. Também é importante nunca utilizar a parte traseira da geladeira para secar panos ou roupas e não guardar alimentos quentes para não exigir um esforço, maior que o habitual, do motor. Outra dica é juntar tudo o que precisa ser armazenado e abrir o refrigerador apenas uma vez. Levar em conta as necessidades da família na hora de escolher o modelo do equipamento também é um item importante para economizar. "Os eletrodomésticos podem otimizar ou prejudicar o consumo de uma residência. Isso vai depender da escolha certa na hora de comprar o produto e de mudanças simples no dia a dia das famílias. É importante o consumidor ficar atento para não levar um susto na hora de pagar a conta", finaliza a gerente.

Tags: ergonomia

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
27 de outubro de 2016